domingo, 27 de abril de 2008

telemarketing

Da época de solteiro, ainda. E sob protestos de publicar mais vezes. O povo acha que sou um poço de criatividade. Posso com um trem desses?


Nunca subestime uma atendente de telemarketing

Outro dia estava, concentradíssimo, fazendo nada (que pra se fazer nada direito, tem de estar concentrado nisso) e eis que o telefone toca. Duas. Três. Cinco vezes. Antes de tocar a sexta eu estico o braço e pego-o no criado-mudo ao lado.

Ã.

Bom dia! Com quem estou falando?

Guga.

Bom dia, senhor Guda, aqui quem está falando é a Érica, da Brasil Telecom, eu...

Érica!?

Sim, eu...

Érica! Que bom falar com você! Quanto tempo mulher!

Não, o senhor deve estar se enganando, deve estar me confundindo com alguma amiga sua.

Ah, pra cima de mim, Érica? Que bacana você trabalhando aí, nessa empresa grande, me ligou pra contar?

Não, eu estou ligando para estar apresentando pro senhor os nossos serviços, o senhor por acaso...

Sei, serviços, né? Ah, ah, ah. Érica, safadinha, sempre a palhaça da turma. Querendo passar um trote em mim...

O senhor não está entendendo. Se o senhor deixar eu estar falando, eu vou estar explicando o que está acontecendo!

Hi, hi, hi. Continua.

Meu nome é Érica Veloso, trabalho na Brasil Telecom há dois meses como atendente de telemarketing e definitivamente eu não o conheço, senhor Buga.

Certamente não, meu nome é Guga...

Buda, Guda, Lula, dá no mesmo. Não conheço ninguém com apelidos assim.

Pois bem, Érica Veloso da Brasil Telecom, que que cê manda?

Então, estou ligando pra estar oferecendo pro senhor o nosso serviço de espera.

Espera aí um pouquinho, toss, toss, estou tendo um acesso, toss, toss... de tosse...

Dois minutos de tosse depois.

Ai, alergia danada... Então, meu bem, você ia dizendo.

Estou ligando pra estar oferecendo pro senhor o nosso serviço de espera.

Espera mais um minutinho aí, rapidinho.

E, aos berros, sem tirar o fone da boca:

Ô Mara, põe mais água no feijão que o Black disse ontem que vem almoçar aqui, aquele folgado!

Mas ele não está viajando? Pergunta Mara – a que dialoga com a gente enquanto estamos ao telefone.

Não, já voltou. Desculpe. Serviço de quê, Érica?

Disso que o senhor está fazendo comigo, ESPERA!

Ah, acho que não preciso. Basta que eu diga pra pessoa esperar que ela, pacientemente, espera. Que decepção. Pensei que fosse minha amiga Érica, que não vejo há tanto tempo.

O senhor acha que podemos estar ligando pros nossos amigos daqui? Aqui a gente só pode estar ligando pra gente desconhecida!

Mas acontece que Goiânia é um pequi roído... hora dessas você acaba trombando com alguém.

E eu ando tão sozinha...

Pois então! Talvez esteja na hora de você procurar alguém.

O senhor não quer sair comigo, senhor... senhor... Gumba?

Guga!

Desculpe-me. Esse serviço acachapante tem-me custado a vida nos últimos tempos.

Acacha-quem?

Pante.

Vamos sair! Sem dúvida! Com certeza. Hoje mesmo.

Nunca deixe de conhecer uma mulher que te impressiona com o vocabulário, ela pode ser daquelas, tipo ostras, que têm pérolas esquizóides lindas saindo da boca a cada minuto. É, no mínimo, diversão na certa.

5 comentários:

georgeton disse...

ai meu patrao vira e pergunta 'pq vc ta rindo tao alto?', eu falo pra ele ler, logo ta toda a empresa chorando de tanto rir...


flws

a espera de novos posts!

Jéssi Frazão disse...

Guga,vc me mata assim...
...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Minha mãe já falou 48578465 vezes para eu rir mais baixo,mas simplismente eu dou um ataque de risos todas as vezes que entro no seu blog!

Que continua sempre sendo o blog mais perfeito de todos!

Adorooo vc!

Beijooos

Paula Daiana ^^ Danna disse...

kkkkkkkkkkkk.... essa foi a melhor das melhores..
nem dei conta de me conter... os alunos já tão achando que eu tô louca, rindo tão alto.. o telefone ainda faz o favor de tocar e a pessoa ainda me pergunta se tô chorando... rsrsrsrs... vou mostrar pra todo mundo...

Dessa vez se superou Biscoitinho...

Millena Mesquita disse...

Morro de rir toda vez que leio...Fico imaginando a voz dela... e a expressão, quando diz: Eu tô tão sozinha....
kkkkkkkkkkkkkkk
Tadinha Gumba... sai com ela!

Millena Mesquita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.