terça-feira, 14 de outubro de 2008

concretoIV

Diante do desespero das relações atuais, um poema chamado Ilha a dois.


2 comentários:

Branna disse...

Genial!
PS: sinto-m até indigna d comentar um poema como esse. Afinal, td q eu falar n chegará nem a um pokim do q eh o texto.

...
Um dia eu chego lá, meu Deus.
...

Pedro Berocan disse...

Boa, que salvem as almas.
Breve postarei - Romeu & Julieta :)
Abraço